Arquivo da categoria: Portugal

Onde hospedar-se em Portugal

Nos posts anteriores falamos de comida, de temperos e de vinho. Se você ficou com vontade de conhecer Portugal, aqui vão dicas para todos os bolsos. Vale a pena conferir!

$

Se a grana está curta, o jeito é se hospedar em albergues. O site mochileiros.com traz uma lista deles, e o melhor, com comentários de quem já os experimentou.

$$

Se a situação financeira estiver melhor, você pode se hospedar em uma charmosa pousada. Não tem erro: é só acessar o site Pousadas.pt e conferir a lista de pousadas nas principais regiões.

$$$

Vai viajar à Portugal em grande estilo? Então, selecione o seu hotel a partir do site Portugal Hotel Guide, clicando aqui. Você pode procurar hoteis que ofereçam campo de golfe, health club, etc…

Raízes portuguesas

Olá amigos! Parece que o assunto Portugal rendeu boas lembranças. Leiam a mensagem que recebemos do Nelson:

“Há algum tempo atrás fiz um tour por Portugal,… fui em busca das minhas raízes! Mas o que eu quero dizer é que nas redondezas de Lisboa tem um lugar chamado Bairrada, não sei se é bairro ou cidade, e lá tem um leitão crestado imperdível, é comida típica! Peça-o juntamente com o vinho branco e deleite-se!”  Nelson Magalhães

Fiquei curiosa e resolvi pesquisar um pouco sobre Bairrada. Vejam o que encontrei:

A Bairrada, região de cultura vitivinícola, gastronómica e de muitas outras surpresas, está situada entre dois importantes centros urbanos e universitários, Aveiro e Coimbra. Um território com uma diversidade e contraste de paisagem notório, que vai desde os vinhedos, à serra, à ria e ao mar e que complementam os encantos das cidades e dos núcleos rurais. Bairrada uma terra de Surpresas!

Leitão à Bairrada

O Leitão Assado à Bairrada é um dos pratos regionais mais típicos e apreciados da região da Bairrada e que conta com séculos de tradição. Entre Coimbra e Anadia, ao longo da antiga Estrada Nacional 1, e principalmente na zona da Mealhada, existem vários restaurantes que se dedicam à preparação desta iguaria, atraindo milhares de turistas a esta região. Variando entre o típico e o sofisticado, fica a sugestão de 15 restaurantes onde saborear este manjar.

Antes de visitar Portugal, não deixe de conferir a lista de restaurantes que servem essa delícia, é só clicar aqui!

Descobrindo Portugal

Pessoal, chegou a hora dos brasileiros descobrirem Portugal! É por isso que eu trouxe para vocês um vídeo BELÍSSIMO criado pela National Geographic mostrando algumas paisagens portuguesas. É inspirador…

 

A gastronomia portuguesa – azeites e temperos

Continuando a falar da gastronomia portuguesa, mesmo que você não goste de bacalhau, pães, sopas ou cozidos, certamente algo da culinária lusitana está presente na sua cozinha: o azeite de oliva! Neste post vamos falar dele e de outros temperos.

Azeite

Portugal está localizado na região mediterrânea da Europa, atualmente, responsável por 95% da produção mundial de azeite, favorecida pelas suas condições climáticas, propícias ao cultivo das oliveiras, com bastante sol e clima seco.

Grande parte dos pratos portugueses começam a ser preparados a partir de um refogado de cebola e/ou alho, puxados em azeite. Muito utilizado como condimento em sopas de legumes, assim como no bacalhau e outros peixes assados, podemos encontrar o azeite inclusive na receita de bolos e doces, principalmente os alentejanos.

Os azeites são classificados segundo o seu processo de produção da seguinte forma:

Azeite de oliveira virgem: obtido por processos mecânicos. Dependendo da acidez do produto obtido, este azeite pode ser classificado como sendo do tipo extra, virgem ou comum. O azeite virgem apresenta acidez máxima de 2%.

Azeite extra-virgem: não pode passar de 0,8% de acidez e nem apresentar defeitos..

Azeite de oliva refinado: produzido pela refinação do azeite virgem, que apresenta alta acidez e incidência de defeitos a serem eliminados na refinação. Pode ser misturado com o azeite virgem.

Azeite de oliva comum: é obtido da mistura do azeite lampante, inadequado ao consumo, reciclado por meio de processos físico-químicos e sua mistura com azeite virgem e extra-virgem.

Temperos

Enquanto no norte de Portugal se usa quase exclusivamente a salsa, o louro, a cebola e o alho, no sul, especialmente no Alentejo, utilizam-se diversas ervas aromáticas, como os coentros, as mentas (hortelã, poejo, etc), os orégãos, o alecrim, etc.

Desde que Vasco da Gama descobriu o caminho marítimo para a Índia, os portugueses utilizam a pimenta (designada no Brasil como pimenta-do-reino), a noz-moscada, o cravinho-da-índia e o açafrão, entre outros.

Já quando pensamos em doces portugueses, podemos começar a sentir o cheirinho característico da canela, utilizada em abundância.

Depois disso, fica evidente que a culinária brasileira sofreu grandes influências dos seus colonizadores, não é mesmo? Se quiser descobrir mais sobre Portugal, aguarde o próximo post! 😉

Delícia de Viagem – os prazeres de Portugal

Olá! Já que estamos em meados de dezembro,  época de comprar presentes para os famosos “amigos secretos”, me veio à mente uma boa garrafa de vinho português, por isso, resolvi começar uma série de posts falando sobre os prazeres da gastronomia lusitana, começando, é claro,  pelo famoso vinho. Eu o convido a apreciar os próximos parágrafos…

 

Vinhos Portugueses

Considerado dentre os melhores do mundo, Portugal é o 10º maior país produtor de vinhos e segue aumentando seu mercado a cada ano. Os vinhos portugueses são o resultado de uma longa sucessão de tradições introduzidas por civilizações históricas, como os fenícios, cartagineses, gregos e, acima de tudo, romanos.

Portugal possui duas regiões produtoras de vinho protegidas pela UNESCO como patrimônio mundial: a Região Vinhateira do Alto Douro, onde se produz o conhecido Vinho do Porto, e a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico.

A vastíssima quantidade de castas nativas (mais de 285) permite produzir uma grande diversidade de vinhos com personalidades muito distintas. Algumas das castas tintas portuguesas mais importantes são: Touriga Nacional, Baga, Castelão, Touriga Franca e Trincadeira (ou Tinta Amarela). Entre as castas brancas destacam-se: Alvarinho, Loureiro, Arinto, Encruzado, Bical e Fernão Pires.

Principais regiões vinícolas

Alentejo Uma das maiores regiões vinícolas de Portugal, com cerca de 22.000 hectares, correspondendo a 10% do total de vinha de Portugal. Região quente e seca do sul, permite a maturação perfeita das uvas.

Madeira A Ilha da Madeira situada no Oceano Atlântico, a oeste da costa africana, ficou famosa pelo Vinho da Madeira, muito aromático, mencionado por Shakespeare e que chegou a ser usado como perfume nas cortes européias.

Minho O Minho é a maior região vinícola portuguesa e situa-se no noroeste do país. Lá produzem-se vinhos de acidez e frescura características, de denominações Vinho Verde DOC e Vinho Regional Minho.

Douro O Douro é a mais antiga Região Demarcada do mundo, conhecida pela notável qualidade dos seus vinhos e pelo famoso Vinho do Porto.

Outras regiões: Dão, Bairrada, Bucelas, Colares, Carcavelos, Setúbal e Algarve.

Gostou? Se você também aprecia um bom vinho português, deixe seu comentário. Abraços, e até a próxima!